Viajar, quanto mais você pratica, mais você aprende…

As intermináveis filas para a galeria Uffizi, em Florença
02/10/2014
Uma degustação de vinhos perfeita na região de Chianti, Itália
06/10/2014

Viajar, quanto mais você pratica, mais você aprende…

Sempre que a gente volta de uma viagem, logo faz o dever de casa: avaliar o que deu certo e o que poderia ter sido melhor ou até evitado. Viajar é uma daquelas coisas na vida que a teoria ajuda bastante, mas é a prática que nos ensina a fazer direito. E, não adianta, só a experiência nos faz aprender que aquele sapato maravilhoso que a gente compra para a viagem dos sonhos não funciona ou, que levar três casacos pesados na mala só vai atrapalhar… Por essas e por outras, a gente fez uma lista com sete coisas que aprendemos viajando e que hoje, com tantos quilômetros rodados e tantos carimbos nos passaportes, decidimos compartilhar: Regra número 1. Não pensar no dinheiro como um motivo para desistir da viagem dos sonhos. Se não dá para fazer a viagem exatamente como você sonhou, faça a viagem possível. Peça carona ao amigo que vai passar o feriado na cidade dele – se ele oferecer hospedagem, melhor ainda. Surfe nos sofás pelo mundo (o couch surfing) e você vai achar lugar para dormir de graça. Visite parentes. Acampe, busque B&B e Hostels;

2. Não se deixe influenciar por ninguém. Vá para onde tem vontade. Sempre haverá um destino da moda – e grandes chances de o tal lugar não ter nada a ver com você.

3. Poupe para a viagem, embarque depois. Planeje-se para embarcar com o máximo possível de itens pagos e, se possível, dinheiro cash. Porque ninguém merece voltar com o cartão de crédito estourado e perder noites de sono pensando como fazer para quitar as dívidas;

4. Viaje leve!  Acredite, se você já sair daqui com uma mala pesada, ela vai ficar cada vez mais pesada…O segredo é estabelecer um limite de peso para a bagagem e não abri mão disso. Acho que 13 quilos para destinos de calor, e 16 para os de frio é um bom começo. Mais uma mochila com gadgets – máquina fotográfica, laptop se a viagem for a trabalho, muda de roupa contra extravio de bagagem ­– e a bolsa. Ponto.

5. Não feche reservas restritivas demais, porque assim, se tiver que cancelar, por qualquer razão, lá se vai um preju… Use o last minute, que são as reservas de última hora em voos (só no Brasil os voos de última hora são o triplo do preço normal), hotéis, etc;

6. Leve sapatos velhos e amaciados. Acredite em mim: os novos vão machucar ou deixar seus pés cansados antes do que você previa. Deixe para estrear sapatos em casa, e leve velhos conhecidos na mala;

7. Explore a comida local, inclusive nas feiras livres e mercados. Isso vai garantir a conversa com locais – garçons, cozinheiros, vendedores na feira – para descobrir receitas, temperos e novos sabores. E ainda rende lindas fotos!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *