Os bons restaurantes de Maceió

5 dicas para quem vai a Maceió
24/01/2014
A maravilhosa renda feita em Maceió…
24/01/2014

Os bons restaurantes de Maceió

A gente conheceu muitos restaurantes bacanas em Maceió, mas fizemos aqui uma seleção com os cinco melhores, os que realmente agradaram, pois os outros às vezes têm boa gastronomia, mas o atendimento não é bom; ou, têm bons pratos, boa carta de vinhos, mas os preços são altos demais. Na verdade, o que pesou mesmo foram os dois pontos mais importantes para nós: qualidade/sabor  dos pratos e o atendimento. Então, está aí a nossa mini-lista dos melhores:

1. Akuaba – A casa fundada pelos baianos Osvaldo e Vera Moreira que ao lado do filho Jonatas (eleito chef do ano) arrasam  no comando das pickups, digo, panelas. Na cozinha do Akuaba, o jovem mestre-cuca e sua mãe formam uma dupla afiada na criação e no preparo das receitas de forte inspiração afro-baiana. Os pescados utilizados chegam de duas a três vezes por semana de Pontal do Peba, em Penedo, de Barra de Santo Antônio e também do Rio Grande do Norte. Nota 10 para o acarajé e para a moqueca de camarão! Preços na faixa de 60 reais, por pessoa, incluindo uma bebida – e sem sobremesa. Mas vale! – Rua Ferroviário Manoel Gonçalves Filho, 6 – Mangabeiras – Telefone: 3325-6199;

2. Santo Orégano – ótimas pizzas, massa fina e crocante, ótimos preços. O lugar, decorado com objetos do artesanato local fica distante do centro, uns 20 Km do centro de Maceió, pela AL-101 (Praia Riacho Doce), mas é bacana, seguro, tem estacionamento próprio. Vale a visita! – Telefone (082) 3355.1222;

3. Wanchako – Referência nacional em cozinha peruana, este consagrado restaurante tem salões decorados com cores quentes e objetos andinos e vive lotado de jovens casais, famílias e engravatados. Enquanto o peruano José Bert administra a casa, sua mulher Simone lida com as panelas, das quais saem receitas aprendidas com a sogra, Carlota, além de criações próprias. Sensacional, nota 10 pra eles também!  – Rua São Francisco de Assis, 93 –  Jatiúca – Telefone: (082) 3377-6024;

4. Grato – para quem gosta de carne. O chef Edivânio pilota o preparo das carnes – a maioria da raça angus – trazidas de um frigorífico paulista. Assadas em char broiler, grelha posicionada sobre pedras vulcânicas aquecidas, as carnes chegam à mesa ao ponto, com superfície suculenta e interior rosado. Lideram os pedidos os cortes ao estilo argentino, caso do bife de chorizo, retirado do contrafilé (R$ 51,50), e do bife de tira (R$ 65,50), extraído da picanha, ambos com 300 gramas – Avenida Pio XII, 523 – Jatiúca – Telefone: (082) 3377-3388;

5. Divina Gula – Com raízes fincadas em Minas Gerais e pontuado por referências nordestinas, o cardápio inclui, por exemplo, o leitão à pururuca guarnecido de farofa de banana, feijão-tropeiro, arroz com alho e batata frita (R$ 54,00). A sugestão chega em porção farta, suficiente para duas pessoas, assim como a picanha de cordeiro mais macaxeira frita e fava na manteiga (R$ 58,00). É um misto de bar e restaurante, em uma casa bem rústica e despojada – Avenida Engenheiro Paulo Brandão Nogueira, 85 – Jatiúca – Telefone: (082) 3235-1016.

Aproveite e depois conte pra gente!

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prove que você é um ser humano! * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.