Inhotim – nossas impressões

Quer ver lindas fotos de Inhotim, o maior museu de arte contemporânea a céu aberto, do mundo?
23/04/2014
A obra de Olafur Eliasson…
24/04/2014

Inhotim – nossas impressões

Hora de voltar para casa, mas não sem antes deixar aqui pra vocês as nossas impressões finais sobre o Instituto Inhotim de Cultura. Já demos algumas dicas em posts anteriores, mas agora vamos complementar. Então, anote aí:

1) Se você não tem tempo, fique tranquilo, um dia inteiro dá muito bem para ver bastante coisa. Se você chegar cedo, na hora em que o museu abre (9h30) e ficar até o fechamento (16h30), vai aproveitar bastante; agora, dois dias é o ideal porque aí você pode fazer tudo com calma e tranquilidade, sentar nos imensos bancos de madeira assinados por Hugo França, contemplar toda a beleza dos jardins. Mas, atenção: se o tempo for curto, compre o passaporte que dá direito ao troller, aquele carrinho que lhe transporta entre uma obra e outra. Com certeza isso vai ajudar você a ganhar tempo e economizar as pernas. Vale!

2) Os jardins de Inhotim são incrivelmente interessantes. Realmente, toda a área externa é um jardim botânico de enorme importância científica. As obras de arte contemporânea são igualmente maravilhosas, mas, a gente sentiu falta de artistas do nível de Vik Muniz, Abelardo da Hora, Athos Bulcão e muitos outros. Adoramos (claro!) as obras de Adriana Varejão, Edgar de Souza, Chris Burden, Tunga, Amilcar de Castro e Olafur Eliasson. Então, se por falta de tempo, você tiver que escolher somente algumas obras, escolha as que levam a assinatura desses gênios aí.

3) Uma última coisa: não caia na besteira de sair de BH, visitar o museu e retornar imediatamente. É cansativo, porque o percurso de 60 Km leva pelo menos 2 horas para ser feito (veja post anterior sobre isso). Nosso conselho é: reserve uma noite em uma pousada romântica em Casa Branca ou mesmo em Brumadinho, aproveite o clima de montanha e relaxe… Volte pra casa no dia seguinte.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prove que você é um ser humano! * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.